A importância da mediação

"Todo contato humano se dá por meio de uma leitura, em seu sentido mais amplo: lêem-se as histórias que possuem aquela criança, as histórias que ela deseja possuir, as histórias que tocam as da criança, e, se esse momento for tratado com cuidado e carinho, nascerá toda uma nova família de histórias, uma rede delicada cuja beleza poderá gerar fios que se entrelaçam infinitamente"
Heloisa Prieto

Quem sou eu

Minha foto
Equipe de professores e técnicas pedagógicas da SUEF (Ensino Fundamental) - SEEC/RN - comprometidas com a elaboração de uma proposta de trabalho a ser desenvolvida com os professores da rede pública do estado (RN), tendo como meta desenvolver uma reflexão acerca da importância da leitura como fonte de conhecimento, entretenimento e interação com o mundo e com os semelhantes; bem como, pensar, discutir e selecionar estratégias para a utilização do texto literário na sala de aula.

terça-feira, 19 de abril de 2011

Vale a pena ler... Se entregar a leitura, mais ainda!

No dia 18 de abril, data escolhida em homenagem ao nascimento de  Monteiro LOBATO, teve início mais um Encontro de MEDIADORES DE LEITURA promovido pela SEEC/RN e SUEF (Subcoordenadoria do Ensino Fundamental). Tal encontro teve como objetivos possibilitar  aos participantes conhecimentos acerca da literatura literária;  e  compreender a escola como espaço privilegiado para promover a interação leitor livro e a formação de leitores.
Neste encontro a magia foi instantânea! Todos foram recebidos e contagiados pelo belo ambiente proporcionado aos presentes, ambiente este que nos deu a liberdade de soltar as asas da imaginação, sonhar e viver momentos prazerosos, como o da fala da professora Salizete sempre instigando  o mediador  a se envolver cada vez mais com a literatura. Também tivemos o prazer de ver, ouvir e sentir o que a leitura nos fornece, viajando e imaginando  através da  contação da história “O macaco e o Aluá”, feita pela professora Dorinha e seu amado Barroca (eternos namorados) ao som de um violão. Logo após, nosso paladar foi presenteado pelo famoso ALUÁ, feito pelas mãos de Terezinha Omar.
Em seguida, houve a apresentação e lançamento do livro “Oficinas para acordar palavras e a formação do mediador de leitura”, no qual estão registradas as experiências das oficinas vivenciadas pelos professores em sala de aula.
Todas essas práticas nos provam que o trabalho foi realizado com prazer e envolvido por muito afeto. Tudo foi um encanto!

Aninha Spínola

Nenhum comentário: